Perspectiva CEDEPE

9 de Março de 2018

13 Salário – Injeção de R$ 200 bilhões na economia

Tiago Monteiro

Novembro e Dezembro são meses estratégicos para o varejo brasileiro e muitos são os motivos, como: os preparativos para o Natal, os meses de Black Friday, promoções, viagens e até os depósitos finais das restituições dos IRs. Em concomitância, temos outro catalisador estratégico – o 13º salário – que, este ano, deve inserir cerca de R$ 200 bilhões na economia brasileira, algo em torno de R$ 2.251,00 por trabalhador formal, de acordo com o estudo divulgado esta semana pelo Dieese. Tratando-se de injeção de capital, estamos falando que aproximadamente 2,3% do PIB pagos aos trabalhadores de carteira assinada (sem levar em conta autônomos e trabalhadores assalariados sem carteira), subsidiando uma alavancagem robusta de consumo e de investimentos, até o final deste ano.

Esse estímulo extra ameniza (mas não elimina) os riscos de acúmulo de estoques, por uma eventual não venda; um ajuste dos preços, outrora defasados por causa do não-consumo visto no último biênio; e uma maior contratação de mão-de-obra temporária para atender à demanda prevista, principalmente no varejo, cujo crescimento esperado é de 4,3% somente no Natal, após 3 anos de queda.

O final do ano de 2017 parece caminhar por trilhas mais seguras e menos sinuosas, trazendo uma maior segurança para quem consome e para quem investe, gerando oportunidades de negócios extintas durante a crise de 2015 e 2016. Aguardemos…

*Tiago Monteiro – Empresário, Mestre em Consumo, Cotidiano e Desenvolvimento Social – UFPE – Coordenador de MBA – CEDEPE Business School.

**Este artigo reflete a opinião do autor e não, necessariamente, da escola de negócios.